Os alunos Jorge Virgilio de Almeida e Renato Feitoza, do Centro de Estudos em Telecomunicações, conquistaram o primeiro lugar na Student Design Competition, do International Microwave Symposium - IMS 2017, com trabalho sobre transmissão de energia sem fio usando lentes de mu-negativo baseadas em metamateriais. O trabalho teve a orientação do professor Gláucio Siqueira, do CETUC.

Promovido pela MTT-IEEE (a Sociedade de Micro-Ondas do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos - IEEE), o IMS foi realizado em Honolulu, Havaí (USA), e é o maior encontro anual mundial para especialistas na área. Durante uma semana, são realizadas apresentações de trabalhos, oficinas e tutoriais, assim como numerosos eventos sociais, com oportunidades de parcerias internacionais.

Um de seus principais eventos é o concurso estudantil, que contempla graduação e pós-graduação, já realizado há mais de dez anos. “Uma das modalidades da competição desse ano, a que nós vencemos na categoria alunos de pós-graduação, foi sistemas de transmissão de energia sem fio para dispositivos eletrônicos comerciais, como smartphones e laptops”, informa Jorge.

Nos últimos anos, tem aumentado o interesse pelo uso da transmissão de energia sem fio por acoplamento indutivo em muitas aplicações. Uma das maiores limitações dessa tecnologia é a distância de operação reduzida. Alguns trabalhos recentes sugerem usar materiais artificiais, conhecidos como metamateriais, para aprimorar a eficiência da transferência de potência não radiativa ao longo da distância. Devido às suas propriedades eletromagnéticas únicas, tais como permeabilidade magnética negativa, os metamateriais podem ser usados para amplificar o acoplamento magnético entre o transmissor e o receptor: o chamado acoplamento aumentado por metamaterial.

O estudo de transmissão de energia sem fio, na PUC-Rio, iniciou-se em agosto de 2014, após o retorno ao Brasil do aluno Jorge Virgilio de Almeida do Programa de Duplo Diploma na França, na École Centrale de Lyon, onde trabalhou no Laboratório Ampère, na área de metamateriais aplicados à transmissão de energia sem fio.

Na época, Jorge era estudante de graduação da Engenharia Elétrica e apresentou trabalho de conclusão de curso baseado nos estudos realizados no exterior; mais tarde, iniciou mestrado na Universidade com o intuito de dar prosseguimento à linha de pesquisa.

Segundo o aluno, o trabalho apresentado no IMS é resultado dos esforços empreendidos e do conhecimento acumulado ao longo desse período. O protótipo vencedor foi projetado em parceria com Renato Feitoza, ambos alunos de doutorado da PUC-Rio, sob a orientação do professor Gláucio Siqueira. O trabalho foi defendido por Renato, no Havaí, a uma comissão julgadora presidida pelo professor Simon Hemour.

Perspectivas

Atualmente, o grupo liderado pelo professor Gláucio Siqueira busca criar um instituto brasileiro dedicado ao estudo de metamateriais para estabelecer o Brasil e os seus engenheiros como referência mundial em metamateriais e servir de referência para projetos de cooperação multiusuário no âmbito nacional, assim como catalisador de empresas brasileiras de base tecnológica.

 

Projeto do Centro de Pesquisas em Tecnologia de Inspeção, do CETUC, é vencedor do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica pelo terceiro ano consecutivo 

 Equipe foi contemplada novamente na categoria mais disputada

Uma ferramenta inédita no Brasil e no mundo, capaz de auxiliar na inspeção de dutos submarinos de produção petróleo e gás em águas profundas, em especial as do ambiente do pré-sal, desenvolvida na parceria entre o Centro de Pesquisas em Tecnologia de Inspeção (CPTI), um laboratório do Centro de Estudos em Telecomunicações (CETUC), e a Petrobras foi a grande vencedora do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica 2016, na categoria mais disputada: Inovação Tecnológica desenvolvida no Brasil por instituição de ciência e tecnologia (ICT) nacional em colaboração com empresa petrolífera. O prêmio foi entregue no dia 28 de julho.

 

O projeto do PIG Palito para Inspeção de Dutos Submarinos Multisize confere à PUC-Rio o tricampeonato na categoria. 

 

 </STRONG>Jean Pierre von der Weid, à direita da foto, e a equipe do CPTI e as equipes do CPTI e da Petrobras durante a premiação - crédito: divulgação<STRONG> 
 Jean Pierre von der Weid, à direita da foto, e a equipe do CPTI e as equipes do CPTI e da Petrobras durante a premiação - crédito: divulgação 

 “Os dutos em águas profundas apresentam configurações construtivas que requerem pigs especiais, dada a existência de grandes variações de diâmetro, grandes espessuras em diâmetros pequenos, altas pressões, grandes ranges de temperatura, longos percursos e gás como fluido principal. Daí o grande valor desse estudo para o segmento”, explica Jean Pierre von der Weid, do CPTI (Centro de Pesquisa em Tecnologia de Inspeção da PUC-Rio) e líder do projeto vencedor. Para ele, a vitória é fruto da inovação, ao oferecer uma solução inédita, já que, até então, estes dutos não podiam ser inspecionados.

 

 

Por Renata Ratton

Vice-Reitoria Acadêmica
PUC-Rio

 

Grupos de pesquisa do CETUC participam de 3  Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia recomendados para financiamento pelo CNPq, dentro da Chamada no. 16/2014,, conforme listagem divulgada em 11 de maio de 2016 em

São eles o "INCT on Wireless Communications" com sede na UFRN, o "INCT on Quantum Information" com sede na UFRJ e o "INCT on Semiconductor Nanodevices" com sede no LabSem/CETUC, todos recomendados para renovação com boa prioridade.

O Prof. Boisson do CETUC, enquanto Presidente do IEEE em 2014,  teve a honra de conhecer o Prof. Takkaki Kajita, da Universidade de Tokyo e um dos agraciados com o Prêmio Nobel de Física de 2015 em reconhecimento pelo descoberta de oscilações que provam que os neutrinos tem massa. Na ocasião, o Prof. Boisson dedicou uma IEEE Milestone nas instalações da Hamamatsu Photonics pelo desenvolvimento de uma válvula foto detetora de 20 polegadas, parte do detetor Kamiokande II e que permitiu a realização de pesquisas que resultaram no Premio Nobel de 1987, recebido pelo Prof. Masatoshi Koshiba cujo trabalho deu início a Astrofísica de Neutrinos. O Prof. Kajita e a Hamamatsu Photonics participam do grande projeto colaborativo que dá sequência  ao trabalho de vinte anos atrás e que é conhecido por Super Kamiokande.  Na foto, o novo detentor do Prêmio Nobel está em pé atrás do Sr. Hiruma, Presidente da Hamamatsu Photonics; também sentado na foto, o Prof. Boisson.

 


Centro de Estudos em Telecomunicações da PUC-Rio
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Ala Kennedy - 7º andar - Gávea - CEP 22451-900 - Rio de Janeiro - RJ
+55 21 3527-1679 / 3527-1680 / 3527-1151 / contato@cetuc.puc-rio.br
Copyright (C) 2013 CETUC. Todos os direitos reservados.
Site desenvolvido por Marcelo Balisteri